Este amor não é um rio, tem a vastidão do mar

Este amor não é um rio, tem a vastidão do mar

Este amor não é um rio, tem a vastidão do mar é um verso da canção Fado Perdição, de Cristina Branco (CD “Murmúrios” de 1998).

É uma composição do músico e intérprete da guitarra portuguesa Custódio Castelo com letra de Maria Duarte. É uma canção admirável.

Pode ouvir a canção no Youtube, enquanto estiver disponível.

Letra / lyrics

Este amor não é um rio
Tem a vastidão do mar
E a dança verde das ondas
Soluça no meu olhar

Tentei esquecer as palavras
Nunca ditas entre nós
Mas pairam sobre o silêncio
Nas margens da nossa voz

Tentei esquecer os teus olhos
Que não sabem ler nos meus
Mas neles nasce a alvorada
Que amanhece a terra e os céus

Tentei esquecer o teu nome
Arrancá-lo ao pensamento
Mas regressa a todo o instante
Entrelaçado no vento

Tentei ver a minha imagem
Mas foi a tua que vi
No meu espelho, porque trago
Os olhos rasos de ti

Este amor não é um rio
Tem abismos como o mar
E o manto negro das ondas
Cobre-me de negro o olhar

Este amor não é um rio
Tem a vastidão do mar

(tags: este amor não é um rio)

Tags: